Samsung Best of Blues & Rock: mapa e serviço completo de sua nona edição, em São Paulo

Spread the love

Marcado para o dia 17 de julho (domingo), na plateia externa do Auditório Ibirapuera, em São Paulo, o Samsung Best of Blues & Rock anunciou o serviço completo de sua nona edição. O festival gratuito tem o intuito de promover a música instrumental e, neste ano, traz ao país Joe Perry, guitarrista e um dos fundadores da banda norte-americana Aerosmith, com o “The Joe Perry Project”, acompanhado por Gary Cherone (Extreme, Van Halen), Buck Johnson (Aerosmith, Doobie Brothers, Hollywood Vampires), Chris Wyse (Hollywood Vampires, The Cult, Ozzy Osbourne) e Jason Sutter (Chris Cornell, New York Dolls e Cher). Este último substitui o músico Joe Pet. Além do guitarrista Yohan Kisser e a percussionista Lan Lanh.

Realizado pelo Instituto Dançar e apresentado pelo Ministério do Turismo por meio da Secretaria Especial da Cultura, o Samsung Best of Blues & Rock conta com patrocínio da Samsung e tem como missão tornar o blues e rock cada vez mais acessível às diferentes gerações e grupos sociais no Brasil.

Confira a programação e serviço completo de São Paulo:

Samsung Best of Blues & Rock em São Paulo, 17 de julho

1º show | Lan Lanh 
2º show | Yohan Kisser
3º show | The Joe Perry Project

Samsung Best of Blues & Rock @ São Paulo, SP

Dia: 17 de julho (domingo)
Horário: a partir das 17h30
Local: plateia externa do Auditório Ibirapuera 
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, 0 – Ibirapuera, São Paulo
Entrada Gratuita (sujeito a lotação do espaço)
Como chegar: Linhas de ônibus (acesse aqui).
Metrô: a estação de metrô mais próxima do Parque Ibirapuera é a AACD-Servidor, a cerca de 1km de distância, o que pode ser facilmente percorrido a pé em cerca de 15 minutos até o Portão 5 do Parque Ibirapuera. Para simular seu trajeto, clique aqui.
Estacionamento: O Parque Ibirapuera possui estacionamento, porém a recomendação é acessar o festival utilizando transporte público, aplicativos de mobilidade ou outros meios de transportes a sua escolha.

O QUE O PÚBLICO PODERÁ LEVAR: 

  • Documentos pessoais
  • Capa de chuva
  • Canga
  • Chapéu ou boné
  • Câmera portátil

O QUE O PÚBLICO NÃO PODERÁ LEVAR:  

  • Garrafas, latas, bebidas
  • Utensílios de armazenagem
  • Embalagem rígidas com tampa
  • Capacetes
  • Cadeiras ou bancos
  • Armas de fogo e armas brancas
  • Objetos pontiagudos, cortantes e/ou perfurantes,
  • Correntes e cinturões
  • Fogos de artifício
  • Objetos de vidro
  • Câmera fotográfica ou filmadoras profissionais ou com lente destacável
  • Cartazes feitos com papelão grosso e/ou fixados a madeira, canudos rígidos
  • Animais (exceto cães de assistência, identificados e acompanhados de pessoa com deficiência)
  • Bastão para tirar foto
  • Guarda-chuva
  • Substâncias inflamáveis, corrosivas e/ou tóxicas

Sobre o festival:

A plataforma Best of Blues and Rock foi criada com o ineditismo de conectar gêneros musicais como o Blues, Rock e Jazz à um conjunto de ações que envolve música, cultura, tecnologia, inovação, acessibilidade e educação.
Já foram mais de 314 intervenções e shows realizados, 285 artistas, entre eles: Buddy Guy, George Benson, Tom Morello, Joss Stone, Chris Cornell, Jeff Beck, Richie Sambora e outros nomes.
Com mais de 250 mil pessoas nos shows open air gratuitos, a Samsung tem o naming rights da plataforma desde 2014.
Considerado o maior festival do gênero no país pela TV Cultura e o festival de Blues mais importante da América Latina pelo UOL, o Samsung Best of Blues & Rock provou ser uma potente ferramenta de marketing, um forte estímulo de promoção cultural, empregabilidade e apoio a artistas em ascensão.

Sobre os artistas:

THE JOE PERRY PROJECT
Joe Perry (guitarra)
Lendário guitarrista e compositor do Aerosmith, Joe Perry retorna aos palcos para os primeiros shows solo, desde 2018. Vencedor de 4 Grammys (e 17 nomeações), Perry foi considerado o 84º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone, entrando para o Rock and Roll Hall of Fame e para o Songwriters Hall of Fame. Ainda neste ano, lança seu novo álbum solo em vinil, Sweetzerland Manifesto MKII, com duas novas faixas (“Quake” e “Fortunate One”) gravadas com seus filhos Roman e Tony. Para o Samsung Best of Blues and Rock, vem com seu grupo “The Joe Perry Project”, e após os shows, retoma seus compromissos com o Aerosmith, em comemoração ao 50º aniversário da banda.

Gary Cherone
Músico da icônica banda de rock, Extreme, indicada ao Grammy, com mais de 10 milhões de discos vendidos, um single de sucesso (“More Than Words”) número 1 da Billboard, álbum multiplatina (Pornograffitti) e um hit Top Five com “Hole Hearted”, ambos coescritos por Gary. Se apresentou no palco com membros do Queen, no The Freddie Mercury Tribute Concert, no Wembley Stadium, além de ter substituído Sammy Hagar e David Lee Roth na banda Van Halen.

Buck Johnson (teclado)
Nascido em Birmingham (Alabama), Buck Johnson atuou como cantor, compositor e atualmente é tecladista da lendária banda de rock Aerosmith, do Hollywood Vampires e do The Joe Perry Project. Cresceu cantando música gospel e blues com sua família musical e, desde então, se apresentou em bares, festivais e salas de concerto em todo o mundo. Gravou e excursionou com artistas notáveis, como Doobie Brothers, John Waite, Tal Bachman, Shawn Mullins, Timothy B. Schmit do The Eagles, entre outros. Como compositor, Buck escreveu com Steven Tyler “Just Feel Better”, single de sucesso internacional de Carlos Santana.

Chris Wyse (baixo)
Nascido no Queens (NY), o baixista irlandês-americano Chris Wyse foi inspirado pelos sons de hard rock de Led Zeppelin, Black Sabbath, Kiss, música celta, sendo destaque (ainda na adolescência) em importantes revistas do segmento, por inovação de baixo e técnicas de solo. Baixista do Hollywood Vampires, Chris tem uma longa carreira em muitas bandas como The Cult, Ace Frehley, Paul Stanley, Ozzy Osbourne, Tal Bachman, Jerry Cantrell e Metallica (em “Some Kind Of Monster”). Atualmente completa seu álbum solo, trazendo uma abordagem única do baixo em fusão com conceitos góticos.

Jason Sutter (bateria)
Nascido em Potsdam, Nova York, Jason começou a tocar bateria aos nove anos de idade e fez seu primeiro show profissional aos dez anos. Atualmente, é o baterista da Cher, mas já tocou com nomes do rock, como New York Dolls, Chris Cornell (Soundgarden, Audioslave), Smash Mouth e Foreigner.


YOHAN KISSER E BANDA
Yohan Kisser (guitarra)
Compositor e multi-instrumentista, Yohan Kisser (1997) é graduado em violão pelo conservatório de música da Fundação das Artes de São Caetano do Sul. É músico nas bandas Sioux 66, formada em 2011 e Kisser Clan, onde toca clássicos do rock e do metal ao lado do pai, Andreas Kisser. Seu primeiro álbum solo conta com produção de Renato Zanuto e reúne Fernando Nunes (baixo) e Daniel Martins (bateria).

Thiago Brisolla (violino)
Bacharel em violino e mestrando em performance pela USP (Universidade de São Paulo), Thiago atua na performance e ensino das linguagens do violino e viola em música popular – tais como o samba, forró, choro, jazz, tango e a música cigana. Já tocou ao lado de nomes como Gilberto Gil, Ivan Lins, Carminho (Portugal), Ted Nash (USA), Letieres Leite, Leila Pinheiro, Proveta, Ricardo Herz, Lívia Nestrovski, Clarice Assad entre outros. Em 2017, recebeu o prêmio de Menção Honrosa pelo seu trabalho “Método de Violino de Gaylord Yost”. Atualmente é professor de violino e viola na Escola Municipal de Iniciação Artística (EMIA-SP).

Salomão Sidharta (clarone)
Clarinetista e claronista com fortes raízes na música brasileira, Salomão Sidharta já atuou musicalmente em diversas orquestras clássicas e populares. Se apresentou ao lado de grandes nomes da música brasileira, a exemplo de Ceumar Coelho, Mônica Salmaso, Zeca Baleiro, Vanessa Moreno, Nailor “Proveta” Azevedo, Debora Gurgel, Fabiana Cozza, Renato Braz, Toninho Ferragutti, Toninho Geraes, tendo com Luizinho 7 cordas, Everson Pessoa, Ceumar Coelho, entre outros. Em 2018, ganhou o concurso “Programa Nascente” – o principal concurso de cunho artístico da USP (Universidade de São Paulo) – na categoria “Música Popular – Interpretação”.

William Paiva (bateria)
Original em suas apresentações, Willian Paiva transita dentro do Rock n’ Roll e suas vertentes. Com uma significativa discografia autoral e diversas turnês pelo país, Willian Paiva tocou com diversas bandas autorais ao longo da carreira, entre elas Defalla, Cattarse, War Industries Inc, Premiere, Yohan Kisser, Isa Nielsen, Maldita Sorte, Hammerhead Blues e Leeds (sendo as duas últimas como membro fundador/compositor). No momento, atua como baterista em turnê com Yohan Kisser, Hammerhead Blues e Cattarse.

Guto Passos (baixo)
Formado na Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP), Guto concluiu o curso de contrabaixo (orientado por Celso Pixinga, Sizão Machado e Gabriel Bahlis) e composição (orientado por Eduardo Guimarães e Rodrigo Lima). Como músico, tocou e gravou com diversos artistas da cena contemporânea da música de São Paulo e do Brasil: Lobão, Thiago Pethit, Yohan Kisser, Johnny Hooker, Simony, Janaína Pereira (Bicho de Pé), Hélio Flanders, Pélico, Bruno Souto, Gui Hargreaves, Time Out, entre outros. Artisticamente, fez parte das bandas Volver, Bicicletas de Atalaia, Chá De Pólvora.

LAN LANH
Lan Lanh (percussão)
Baiana, guerreira e mãe de gêmeas, Lan Lanh é uma referência na percussão brasileira. Depois de dois anos de pandemia, a artista volta aos palcos com um show solo, inédito, inteiramente instrumental, a ser lançado exclusivamente na edição 2022 do Samsung Best of Blues and Rock. Acompanhada por um quarteto, formado por Guto Menezes (violão e baixo), Toni Costa (guitarra), Max Sette (trompete) e Bidu Cordeiro (trombone), apresenta um repertório com arranjos de percussão, cordas e metais, que transita por composições autorais, navegando por diversos gêneros como baião, sambas de roda, chorinho, entre outros. No Samsung Best of Blues & Rock, Lan Lanh se apresenta com Bidu Cordeiro (trombone), Toni Costa (guitarra), Guto Menezes (violão e baixo) e Max Sette (trompete).

Sobre o Instituto Dançar:
As atividades do Instituto Dançar se iniciaram em 2003, a partir do anseio do grupo Dançar Marketing de atuar em prol dos interesses da comunidade. Inicialmente sob o nome de Dançar Comunidade, em 2008 a organização social passou a se chamar Instituto Dançar, atuando em compromisso com o desenvolvimento social, a democratização da cultura e a acessibilidade.
Ao longo de sua trajetória, o Instituto Dançar promoveu mais de 400 eventos gratuitos, atendendo cerca de 500.000 mil crianças e adolescentes em iniciativas sociais, além do público geral, em diversos projetos concebidos sob medida para empresas como AstraZeneca, Droga Raia, Grupo Ultra, Nestlé, Samsung, Visa, entre outras.
Enxergando as artes e o entretenimento como poderosas ferramentas de transformação da sociedade, o Instituto Dançar também passou a prestar consultorias e fazer a gestão de programações culturais para empresas interessadas em beneficiar as comunidades onde atuam. Seus principais clientes de consultoria socioculturais e políticas de patrocínios incluem marcas como Ambev, Deloitte, IBM, Libbs Farmacêutica, Roche, Vale e Volkswagen.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.